Artigos

25/07/2003

O Quadrado Misterioso

 
Em
síntese:
A
arqueologia oferece elementos importantes para se reconstituírem facetas da
origem do Cristianismo. Entre outros, estão a Cruz de Herculano e o Quadrado
Mágico de Pompéia, cidades soterradas pela erupção do Vesúvio em 79 d. C. A
descoberta destes dois elementos dá a ver que a Cruz já era venerada como haste
vertical com dois braços antes de 79 d. C.. Esta verificação, aliás, corresponde
à notícia de At 28, 14, segundo a qual já em 61 havia cristãos em Puteoli (Pozzuoli),
região da Campanha (próxima a Nápoles), quando São Paulo lá chegou
.

 

A
veneração da Cruz de Cristo como nova árvore da vida é muito antiga e muito
cara aos cristãos. Algumas descobertas arqueológicas do século XX têm contribuído
para projetar luz sobre o assunto. Em particu­lar merecem atenção a Cruz de
Herculano e o Quadrado Mágico de Pompéía, na região da Campanha (Sul da Itália).

 

 

1.
A Cruz de Herculano

 

 

Aos
24 de agosto de 79 foram soterradas por violenta erupção do vulcão Vesúvio as
duas cidades de Herculano e Pompéía, próximas a Nápoles (Sul da Itália).

 

 

Em
1939 foram efetuadas escavações em Herculano, que levaram a descobrir a marca
de uma cruz sobre uma parede na parte reservada aos escravos de uma casa nobre.
Em torno da cruz ainda se viam os pregos que sustentavam a portinhola ou a cortina
que escondia o símbolo cristão. Chama a atenção o fato de que a Cruz se encontrava
num alojamento de escravos, oculta por medo de perseguições ou por temor de
zombaria. Sabe-se que o escândalo ou a loucura da Cruz era contestado pelos
intelectuais do Império Romano, de modo que eram escarnecidos os homens mais
simples que lhe davam crédito.

 

 

 A
propósito é interessante notar que em 1856 numa colina do Palatino (Roma) se
descobriu, traçada em grafito, uma cruz à qual estava pregado um asno com as
patas dianteiras sobre os braços da cruz. Diante da cruz estava um devoto ajoelhado
e acompanhado da inscrição "Alexandre adora o seu Deus". Este desenho
evidencia bem como era considerado o culto cristão da Cruz por parte do mundo
pagão.

 

 

 Importante,
porém, é averiguar a antigüidade do culto do sinal sagrado: haste vertical com
dois braços horizontais, e não uma estaca de tortura (como querem as Testemunhas
de Jeová).

 

 

2.
O Quadrado Mágico

 

 

Em
Pompéia os pesquisadores encontraram o Quadrado Mágico, sinal que foi descoberto
também em outras regiões e que parece ter sido um criptograma cristão ou uma
forma de apresentar discretamente a mensagem cristã.

 

 

O
Quadrado Mágico consta de cinco letras dispostas em cinco linhas do seguinte
modo:

 

 

S   
A    T   
O    R

 

 

A   
R    E   
P    O

 

 

T   
E    N   
E    T

 

 


Autor(es)

Pergunte e Responderemos", Rio, nº 465 (Fev. 2001): 90-93.