Artigos

26/07/2018

Ele deixou uma marca em todos os seus alunos

Artigos em Homenagem

 

'Ele deixou uma marca em todos os seus alunos'

Rodrigo Pereira *

Centenas de amigos e admiradores compareceram às cerimônias de despedida do filósofo, jurista e professor Miguel Reale. Seu corpo foi velado na casa da família, na zona sul da capital, a partir das 9 horas. No fim da tarde, foi sepultado no Cemitério São Paulo.

Dois filhos - o ex-ministro da Justiça Miguel Reale Jr. e Ebe Reale -, quatro netos e quatro bisnetos receberam cumprimentos de importantes figuras políticas, como o governador de São Paulo, Cláudio Lembo (PFL), o senador Eduardo Suplicy (PT), os ex-ministros de Fernando Henrique Cardoso Luiz Carlos Mendonça de Barros (Comunicações) e Celso Lafer (Relações Exteriores) e o presidente do PMDB, deputado Michel Temer.

"Ele deixou uma marca em todos os seus alunos na faculdade de direito, e eu fui um deles", disse Temer. "E deixou uma marca de probidade, de seriedade, de quem é capaz de pregar idéias e muitas vezes passar da idéia para a ação. E o que é mais surpreendente, ainda agora, com idade avançada, pregava suas idéias na coluna do jornal."

O secretário das Subprefeituras, Andrea Matarazzo, foi representando o ex-prefeito José Serra (PSDB). "Era de uma lucidez irritante. Sempre foi muito objetivo e muito cristalino em suas análises", disse Matarazzo, que trabalhou com Reale na Eletropaulo. "Entra para a história sem ter perdido um momento de lucidez em sua longa vida profissional."

Presença maciça nas cerimônias foi do campo jurídico. Personalidades como o ministro do Supremo Tribunal Federal Enrique Ricardo Lewandowski, o juiz da Corte de Haia José Francisco Rezek e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), secção São Paulo, Luiz Flavio Borges D'Urso.

Sua extensa obra jurídica foi lembrada por todos, mas os elogios mais entusiasmados foram dirigidos ao Novo Código Civil, atualizado sob coordenação de Reale desde 1975, e por sua paixão em dar aulas.

O Estado de São Paulo, 15 de abril de 2006


Autor(es)

Rodrigo Pereira