Entrevistas

16/06/2018

País vive democracia aperfeiçoada

Aos 76 de idade, o jurista Célio Borja foi, nos últimos 50 anos, personagem e observador engajado de dois períodos democráticos e um período autoritário ao qual serviu com críticas. Como ministro da Justiça do governo Fernando Collor, foi figura importante do processo de impeachment, episódio que, para ele, definiu o padrão da democracia brasileira: "A partir de então, criou-se a consciência de que todos estão debaixo da lei, ninguém está acima dela. Pode ser difícil derrubar um presidente constitucionalmente, mas agora você sabe que é possível."

O Estado de São Paulo, 15 de março de 2005

Autor(es)

Célio Borja